Estar com a empresa nas mãos requer equilíbrio de vários fatores. Porém, quando eles vêm de um ambiente externo, fica difícil controlar, nem sequer, prever.

Empresários brasileiros acostumaram-se com uma certa instabilidade. São várias as crises, são várias as mudanças de legislação e mudanças em tributos fiscais que fazem com que tenhamos que reagir rapidamente para manter o negócio. Mas com certeza estamos diante de um dos maiores desafios dos últimos tempos.

Apesar dos noticiários já reportarem a presença do vírus desde os meses de novembro/dezembro de 2019, ele parecia algo distante para nós, brasileiros, até o fim de fevereiro deste ano, quando tivemos a confirmação do primeiro caso.

De lá para cá tudo mudou rapidamente, principalmente as opiniões e ações para frear a pandemia. Diversos municípios e estados adotaram medidas de isolamento social, fechando comércios e restringindo a circulação de pessoas. Inevitavelmente muitos clientes foram rapidamente atingidos, em especial clientes que dependem mais do fluxo de caixa imediato, além de setores de turismo, hotelaria, etc.

E neste momento, como reagir?

Caixa

A palavra do momento é ter caixa. É necessário fazer caixa ao máximo possível, onde for possível. Renegociações, redução de despesas, qualquer recurso para coletar dinheiro e gastar menos é de grande valia. É possível que empresas que tinham reservas terão que lançar mão delas para ter mais fôlego neste momento.

Mantenha os talentos

Esforce-se ao máximo para manter os principais talentos da empresa. Em geral são os colaboradores com maior salário a força principal da manutenção do funcionamento da empresa e o custo para treinar novos colaboradores, depois, será muito maior. Tente alternativas como home office, antecipação de férias e aproveitamento de banco de horas.

Aposte ainda mais na gestão

Está na hora de estar totalmente dedicado ao negócio e acompanhar cada parte do processo. Cada centavo conta. Revalide cada processo, evite cada gasto desnecessário, repense cada processo e veja se pode eliminar etapas. Neste momento monitorar os softwares que medem a performance de cada setor é imprescindível. Trabalhe com eficiência e evite qualquer desperdício.

Tome decisões, mesmo as difíceis

Pode ser a hora de avaliar seus colaboradores e abrir mão dos que não produzem e não evoluem – o momento não permite novas segundas chances.

Renegociações

Avalie a postergação no pagamento de impostos: tudo indica que haverá REFIS. Não deixe de pagar INSS e IRRF, são impostos com penalidades específicas. Mantenha suas certidões negativas em dia. É possível ter oportunidades de prestar serviços para as entidades públicas.

Recebimento Digital

Facilite para os clientes o acesso ao pagamento. Recebimento da recorrência através do cartão de crédito do cliente evita que ele precise fazer qualquer ação para que você tenha o recebimento. Dê acesso a boletos tanto por email quanto por portal do cliente e Whatsapp. Tudo que facilite o pagamento do cliente e evite sua presença física deve ser usado.

Marque presença

Esteja ao lado do seu cliente neste momento, aumente sua presença digital. Aposte nas ferramentas digitais como Facebook, Instagram e Whatsapp, tanto com publicidade quanto dando dicas ou outros assuntos.

O importante é estar na memória do seu cliente. A pandemia vai passar, mas você pode ter sido esquecido por seu cliente: marque presença.

Home Office

Esteja ao máximo possível preparado para home office. É impossível prever quando novas paralisações podem ocorrer, por isso, tenha um plano já montado para os setores que não podem ir para esta forma de trabalho. Divulgue a seus clientes as ações tomadas para tranquilizá-los.

De pessoa para pessoa

Aposte ainda mais nos seus clientes pessoa jurídica. Com empresas fechadas e pessoas em suas residências, é possível, mesmo neste momento, vender novos serviços que permitam aos gestores e proprietários se sentirem mais seguros, como monitoramento por imagem, entre outros recursos.

E não se esqueça: juntos vamos vencer e essa turbulência vai passar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *